ART FAMÍLIA, BUSCA ATIVA E EVASÃO ESCOLAR: A FREQUÊNCIA POR SI SÓ NÃO GARANTE A APRENDIZAGEM

FAMILY, ACTIVE SEARCH AND SCHOOL DROP: ATTENDANCE ALONE DOES NOT GUARANTEE LEARNING

  • APARECIDO RENAN VICENTE Universidade Federal de São Carlos
  • ANDRÉ LUÍS DOS SANTOS DIAS o Instituto Municipal de Ensino Superior, Catanduva-SP
Palavras-chave: Evasão Escolar, Busca e Resgate, Criança, Adolescente

Resumo

Este artigo versará acerca dos conceitos de Família, Evasão Escolar e Busca Ativa Escolar os
quais são problematizados há anos. Portanto, não se trata de um assunto inédito. Utilizou-se,
para tanto, a revisão bibliográfica sistêmica (RBS), de maneira a identificar os materiais
produzidos sobre estes temas. Os artigos foram retirados no banco de dados da Coordenação
de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Google Acadêmico, Biblioteca
Virtual em Saúde, Fundação Abrinq, Scientific Eletronix Libray Online (Scielo) Brasil. Verificase que há muitas crianças e adolescentes fora da escola, mesmo com a existência da Busca
Ativa Escolar e dentre outras ferramentas existentes. Dessa forma, a união da escola-família e
políticas públicas, sem sombras de dúvidas, afastam crianças e adolescentes dos riscos
pessoais e sociais, além de garantir o direito à educação.
Palavras-chave: Evasão Escolar; Busca e Resgate; Criança; Adolescente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

APARECIDO RENAN VICENTE, Universidade Federal de São Carlos

Doutorando em Ciências Biológicas e da Saúde pela Universidade Federal de São CarlosSP; Consultor de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes na Empresa Conselheiro
Tutelar e Prática; Psicólogo

ANDRÉ LUÍS DOS SANTOS DIAS, o Instituto Municipal de Ensino Superior, Catanduva-SP

Psicólogo pelo Instituto Municipal de Ensino Superior, Catanduva-SP; Coordenador de
Projetos na Associação Pão Nosso de Catanduva-SP

Referências

ARIÈS, P. História Social da Criança e da Família. São Paulo: LTC-Grupo
GEN, 1978.
BAGGI, C. A. S.; LOPES, D. A. Evasão e avaliação institucional no ensino
superior: uma discussão bibliográfica. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v.
16, n. 2, p. 355-374, jul. 2011.
BERETON et al. Lessons from Applying the Sistematic Literature Review
Process within the Software Engineering Domain. The Journal of System
and Software, v. 80, p.571-583, 2007.
BHERING, E. & SIRAJ-BLATCHFORD, I. A relação entre escola e pais: um
modelo de trocas e colaboração. Cadernos de Pesquisa, Belo Horizonte, n.
106, março. 1999, p. 191- 216.
BIOLCHINI, J.C.A., et al. Scientific research ontology to support systematic
review in software engineering. Advanced Engineering Informatics, v.21,
n.2, p.133-151, 2007.
BRASIL Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da
Criança e do Adolescente. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8069.htm Acesso: 13 de jun. de
2022.
BRASIL. Cenário da Infância e Adolescência no Brasil 2020. Ministério da
Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. 2020. Disponível em:
https://www.fadc.org.br/sites/default/files/2020-03/cenario-brasil-2020-
1aedicao.pdf. Acesso em 21 de mai. de 2022.
BRASIL. Lei nº 9.394/96 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes
e bases da educação nacional. Disponível:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm
COMITÊ TÉCNICO DA EDUCAÇÃO; FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A
INFÂNCIA; UNIÃO NACIONAL DOS DIRIGENTES MUNICIPAIS DE
EDUCAÇÃO. Todos a escola: ações para promover a (re)inserção e a permanência de crianças e adolescentes no ambiente escolar. [livro
eletrônico]- Porto Alegre, 2021.
CONANDA. Resolução n.º 113/2006, dispõe sobre os parâmetros para a
institucionalização do SGD, Brasília, Secretaria Especial dos Direitos
Humanos/Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, 2006.
Acesso em 29 de mai. de 2022.
FUNDAÇÃO ABRINQ. Cenário da Infância e Adolescência no Brasil 2020.
1ª Edição. São Paulo, 2020.
GIL, Antônio Carlos. Como elaborar Projeto de Pesquisa. São Paulo. 4ª
edição. p. 64. 2002. https://www.unicef.org/media/68711/file/COVID-19-
Protecting-children-from-violence-abuse-and-neglect-in-home-2020.pdf.
MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica.
5ª Edição. 2003.
NOGUEIRA, M.A. A relação família-escola na contemporaneidade:
fenômeno social/interrogações sociológicas. Análise Social, vol. XL, (176),
2005, p. 563-578.
PAULA, Maia Ana. A escola na Rede de Proteção dos Direitos de Crianças
e Adolescentes. São Paulo, 2018.
OLIVEIRA, M. K. Vygotsky. Aprendizagem e Desenvolvimento um processo
Histórico. 2ª Ed. São Paulo: Scipione LTDA, 1995.
PINTO, J. L. A problemática da evasão escolar na escola pública: a quem
compete? Monografia apresentada ao Curso de Especialização em
Fundamentos da Educação: Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.
Universidade Estadual da Paraíba, Itaporanga-PB, 2014.
SINGLY, F. de. O nascimento do “indivíduo individualizado” e seus efeitos
na vida conjugal e familiar. In: PEIXOTO, C. E.; SINGLY, F. de; CICCHELLI,
V. (Org.). Família e individualização. Rio de janeiro: FGV, 2000. p. 53
TAVARES, C. M. M.; NOGUEIRA, M. O. Relação família-escola:
possibilidades e desafios para construção de uma parceria. Revista
Formaçã[email protected] Belo Horizonte- vol. 5, nº 1, jan/jun. 2013.
UNICEF. Busca Ativa Escolar: em crises e emergências. Acesso em: 15 jun.
de 2022 Disponível em: https://buscaativaescolar.org.br/criseseemergencias/
UNICEF. Fora da Escola Não Pode! Brasília, DF, 2017.
UNICEF. Passo a Passo das escolas na Busca Ativa Escolar: adaptação da
estratégia nos estados e municípios. Acesso em 15 de jun. de 2022.
Disponível em: biblioteca.buscaativaescolar.org.br
UNICEF. Busca Ativa Escolar. 2022. Acesso em 14 de jun. de 2022.
Disponível: https://buscaativaescolar.org.br/campanha/
VICENTE, A. R.; SANTOS, P. A. M.; LEÃO, A. C. Políticas sociais voltadas à
criança e adolescente entre avanços, retrocessos, reflexões e desafios na
educação. Revista Panorâmica online, [S. l.], v. 34, 2022. Disponível em:
https://periodicoscientificos.ufmt.br/revistapanoramica/index.php/revistapanor
amica/article/view/1452. Acesso em: 14 jun. 2022.
VITELLI, R. F.; FRITSCH, R. Evasão Escolar na Educação Superior: de que
indicador estamos falado? Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 27, n. 66, p. 908-
937, set/dez. 2016.
Publicado
31-08-2022
Como Citar
VICENTE, R.; DOS SANTOS DIAS, A. L. ART FAMÍLIA, BUSCA ATIVA E EVASÃO ESCOLAR: A FREQUÊNCIA POR SI SÓ NÃO GARANTE A APRENDIZAGEM . Aquila, v. 1, n. 27, p. 109-120, 31 ago. 2022.
Seção
Artigos de Temática Livre