DA PROMISCUIDADE À DE (FORMAÇÃO) DE CRIANÇAS: O MST SOB A ÓTICA DA REVISTA VEJA

Ludmilla Lis, Marília Gabriela, Cláudia Cristina Giesel

Resumo


Os movimentos sociais são fenômenos históricos que podem ser observados em várias partes do mundo. Suas demandas são variadas e vão desde a luta pelos direitos humanos à luta por terra.  No Brasil, por exemplo, movimentos sociais emergem de acordo com um dado momento histórico do país. Na década de 80, o MST surgiu na região sul do Brasil para pressionar o governo federal a investir na reforma agrária. Os meios de comunicação são instituições que preparam suas representações de acordo com a lógica das relações de poder existentes em um determinado contexto. Segundo a Análise Crítica do Discurso (doravante ACD) de Fairclough (1989, 1995 e 2003), a representação é um dos aspectos fundamentais que incorpora todo o processo de mediação, junto com a construção de relacionamentos e as identidades dos movimentos sociais. No contexto brasileiro, a Revista VEJA tem sido propagadora de ideologias neoliberais e formadora de identidades negativas capazes de deslegitimar movimentos sociais que emergiram para contribuir para o avanço da democracia no país

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.