O COMPORTAMENTO DA FREQUÊNCIA CARDÍACA E O GAST CALÓRICO DURANTE A PRÁTICA DO FRESCOBOL

Verônica Montelli Andrade, Erik Salum de Godoy

Resumo


    Apesar das restrições que prejudicam a sua prática, por causa de conflitos entre os praticantes e os banhistas, o frescobol, um esporte criado em 1946, na praia de Copacabana (RJ) por Liam Pontes de Carvalho (GODOY, 2011), é um esporte de praia com inúmeros adeptos ao redor do mundo, sendo mais frequente a sua prática ao nível de participação (lazer) e também ao nível de rendimento (competição). Mas ainda são poucas as publicações de estudos científicos sobre essa atividade esportiva, principalmente sobre aspectos fisiológicos da atividade. Sendo assim, o presente estudo continuou a investigação iniciada em 2012 sobre o comportamento da FC e do GE relacionados à prática do frescobol, visando contribuir com dados sobre as demandas do referido esporte, para proporcionar melhor conhecimento e fundamentação aos profissionais de educação física que atuem, ou venham atuar, com esta atividade.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.