Acadianos: entre chegada, ocupação e diáspora no Canadá Atlântico dos séculos XVII e XVIII

Alexandre Belmonte, André Luis P. Sena

Resumo


O presente artigo tem como objetivo discutir a trajetória do povo acadiano e suas dinâmicas históricas e políticas no Canadá Atlântico entre os séculos XVII e XVIII. Fundada entre 1604 e 1605 na costa leste do Canadá, a Acádia desenvolveu-se como um projeto de ocupação, integração e povoamento do que hoje são as Províncias Marítimas (Les Maritimes) que beiram o Oceano Atlântico. Tais províncias são hoje a Nova Escócia, o Novo Brunswick e a Ilha do Príncipe Eduardo foram, no passado, o ambiente natural de desenvolvimento da civilização acadiana. Construindo uma estratégica aliança com os Mi’kmaq, povo autóctone do Canadá, os acadianos prosperaram com relativa autonomia local até 1713, tendo sido expulsos da Acádia entre 1755 e 1762. Este artigo busca compreender as dinâmicas políticas domésticas e internacionais que produziram a diáspora acadiana, marco histórico fundamental para esse povo, que ainda hoje se reconhece como uma comunidade singular, dotada de autonomia cultural e identidade coletiva. Palavras-chave: Acadianos; Canadá Atlântico; Diáspora; História; América do Norte


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.