DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS LIVRES DE GLÚTEN E LACTOSE UTILIZANDO APROVEITAMENTO INTEGRAL DE ALIMENTOS FUNCIONAIS

Kathelyn Façanha Castro, Gabriela Fernandes Samico

Resumo


    A doença celíaca (espru não tropical, espru celíaco, enteropatia induzida pelo glúten), é definida como uma resposta de hipersensibilidade à gliadina (porção proteica do glúten), uma intolerância permanente ao glúten, caracterizada por intenso processo inflamatório crônico na mucosa intestinal proximal resultando em atrofia da mucosa que pode levar à má absorção de alimentos em indivíduos susceptíveis (SDEPANIAN, et, al., 1999).

O tratamento consiste na introdução de dieta isenta de glúten de forma permanente, de maneira que sejam excluídos totalmente da dieta o trigo, o centeio, a cevada, o malte e a aveia (CASEMIRO, et, al., 2006). Existem no mercado, poucas opções de alimentos que se adéquam às restrições alimentares do celíaco e que supram suas necessidades nutricionais. O desenvolvimento de novos produtos voltados a esse público propõe tornar a alimentação dessa população menos restrita e mais prazerosa, criando novas alternativas e possibilidades, contribuindo principalmente para uma melhora na qualidade de vida (SDEPANIAN, et, al., 2001).

 


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.