COMPARAÇÃO DA ATIVIDADE ELETROCORTICAL ENTRE INDIVÍDUOS DESTROS E CANHOTOS SUBMETIDOS À TÉCNICA DE RESTRIÇÃO E INDUÇÃO DO MOVIMENTO (TRIM)

Juliana Barros Cruz, Michelle Rodrigues de Farias, Juliana Bittencourt Marques

Resumo


   O Acidente vascular encefálico pode resultar em alterações motoras e sensoriais. A hemiplegia/ hemiparesia é a principal complicação decorrente dessa lesão e muitas vezes torna o indivíduo dependente. Este acometimento apresenta grande complexidade e possui alta incidência na população. Existem estratégias para a reabilitação desses sujeitos que irão reorganizar o córtex motor. Dentre essas, encontramos a TRIM que consiste em fixar o membro superior saudável, fazendo com que o membro superior parético seja utilizado intensamente. Apesar de esse método de reabilitação destacar-se na literatura atual, ainda observa-se uma escassez de pesquisas que analisam a atividade eletrocortical durante a aplicação do método e que comparam os seus efeitos ocasionados em indivíduos canhotos e destros. Portanto, o objetivo do presente estudo é comparar as diferenças da ativação cortical entre sujeitos destros e canhotos quando expostos à TRIM. 

 Tal lesão torna o indivíduo depende de quê? Reveja para verificar a necessidade de que se inclua um complemento.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.