ALONGAMENTO X FORTALECIMENTO: POSSÍVEIS DIRETRIZES PARA A SÍNDROME DA DOR PATELOFEMORAL

Fernando Vagner Ribeiro, Hugo Souza, Jordan lobato

Resumo


    A Síndrome da Dor Patelofemoral (SDPF) é um distúrbio que se apresenta através de dor insidiosa na região retropatelar, sendo agravada por agachamentos, subidas/descidas de escada e tempo prolongado na posição sentada.

A patela é um osso sesamóide dentro do tendão do quadríceps. Ela articula-se com a fossa intercondilar da face anterior da porção distal do fêmur. Sua superfície articular é coberta com cartilagem hialina lisa. A patela fica embebida na porção anterior da cápsula articular e é conectada á tíbia pelo ligamento patelar.

A principal função da patela é aumentar o braço de movimento de força do músculo quadríceps em sua função extensora do joelho. Ela também redireciona as forças exercidas pelo quadríceps e, à medida que o joelho é flexionado, a patela entra na fossa intercondilar com sua margem. A compressão patelar é um fator do surgimento da SDPF e o estudo usou mecanismos que levaram à minimização da sobrecarga patelar.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.