Adulto Surdo: Pela Singularidade da Sensibilidade Musical

Reynaldo Gomes Lopes

Resumo


Esta pesquisa objetiva conhecer a compreensão, a identificação, a sensibilidade e o envolvimento do surdo com a música, levando em consideração a comunicação realizada através das representações sociais. A música tem seus recursos próprios, seu código e se constitui em uma linguagem. Segundo CERVELLINI (1986), a música é uma individualidade, indistinguível do seu significado, acessível somente através do contato direto. Conforme CRUZ (2007), a população surda ao longo de muitos anos sofreu o preconceito de não participar de nenhuma atividade musical, haja vista que não era permitida a compreensão da linguagem da mesma, pois se trata de um fenômeno que deve ser experimentado através da audição. Entretanto, FINK (1998) afirma que esse conceito ideológico foi imposto no meio da comunidade surda e se alastrou por várias gerações, impedindo-as de terem contato com uma ferramenta de grande relevância no âmbito da comunicação. Tendo em vista o fato de o surdo ter uma dificuldade em perceber a dialógica musical, essa pesquisa propõe-se refletir sobre a absorção do som, musicalidade, o modo como se expressa e desenvolve os fatores lingüísticos favorecidos pela música para a sua socialização.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.